Em: Notícias CDLNITEROI

Gestão financeira: o três passos iniciais

café empresarial

Os primeiros passos para finalmente parar de lutar para fechar o mês fora do vermelho.

O propósito de uma empresa deve ser o que norteia todas as atividades desenvolvidas dentro e fora dela. Encarar o propósito como o alvo principal e a razão de existir do negócio, certamente direciona as principais decisões a serem tomadas pelos gestores.

Sendo pequena ou grande, a empresa precisa estar constantemente conectada com a sua missão, visão e seus valores. São eles que definem o melhor caminho, o que deve ser acolhido e o que deve ser descartado no contexto estratégico. Mas, de pouco adianta avaliar cenários, analisar forças e fraquezas, definir uma proposta de valor poderosa, se não estiver claro o resultado financeiro que todo esse movimento vai gerar. Deixe-me explicar melhor: não estou dizendo que você deve pensar somente em dinheiro (essa pode até ser sua escolha), mas que você deve incluir de forma consciente e responsável, o dinheiro em sua estratégia de negócio.

Alguns empreendedores que não são tão amantes das ciências exatas podem se sentir desconfortáveis quando precisam pensar na gestão financeira de suas empresas. Por outro lado, concluir que somente os amantes das ciências exatas (caso você não seja um deles) devem se interessar por esse assunto é um erro que pode ser fatal para a sobrevivência de um negócio.

Costumo observar em minhas palestras e atendimentos, que algumas perguntas fundamentais de gestão financeira não são respondidas por muitos gestores e, ainda, as principais informações financeiras não são acessadas com agilidade necessária.

Vamos fazer um teste? Você como gestor, reflita sobre as perguntas abaixo e em quanto tempo você tem as respostas para elas:

1. Quanto dinheiro ENTROU hoje (nesta semana, neste mês) na sua empresa?
2. Quanto dinheiro SAIU hoje (nesta semana, neste mês) na sua empresa?
3. Quanto dinheiro ESTÁ DISPONÍVEL hoje (nesta semana, neste mês) na sua empresa?

Depois dessa reflexão, imagine o quanto uma decisão estratégica tomada sem essas informações pode impactar o futuro da sua empresa. Mas, ATENÇÃO! Entenda que gestão financeira é um processo e como tal precisa ser avaliado e monitorado constantemente para que possa ser calibrado (ajustado) sempre que for necessário. Além disso, essas são as perguntas iniciais para implementar esse processo.

Pensou que eu ia falar de planilhas, números, indicadores e mais algum financês? Esse pode ser o assunto da nossa próxima conversa. Por ora, basta refletir sobre esse entendimento. Pense nisso. Boa reflexão e ótimos negócios!

MARIA JOSÉ FRÓES FERES Consultora Financeira e Embaixadora da Rede Mulher Empreendedora em Niterói